Centro de Produções Técnicas


Dicas imperdíveis para compra e conservação de queijos

Na compra de queijos, precisamos considerar a temperatura de resfriamento, o acondicionamento do produto e o prazo de validade

Dicas imperdíveis para compra e conservação de queijos

Desde tempos remotos, o queijo encanta paladares em todo mundo. Nos mais diversos países, há os mais variados tipos de queijos – desde os maturados até os defumados. O sabor e a consistência dos queijos mudam conforme o tipo de leite, o processo de fabricação e a maturação, além do acréscimo de gordura, bactérias e bolores. Alguns recebem ervas e especiarias. Como resultado, surgem queijos saborosos, aromáticos e requintados.

Em nosso país, 60% da produção leiteira segue para as queijarias – 28,4% (muçarela), 19,9% (prato) e 5,2% (minas frescal). “O queijo minas frescal é um dos mais populares e possui grande aceitação em todo o país. Já o queijo muçarela é um dos queijos mais importantes em todo o mundo, amplamente utilizado em sanduíches e pizzas”, afirma Célia Lúcia de Luces Fortes Ferreira, professora dos Cursos a Distância CPT Produção de Queijos Minas Frescal, Mussarela e Gouda e CPT Produção de Queijo Minas Padrão, Prato e Provolone, disponíveis nos formatos em Livro+DVD e Online.

Na compra de queijos, precisamos considerar a temperatura de resfriamento, o armazenamento do produto e o prazo de validade. Ao comprar queijos fatiados, é essencial verificar o prazo da validade e a refrigeração. Também é preciso observar se existem gotículas de água no interior da embalagem. Isso indica que o queijo passou por variações de temperatura. Nesse caso, a compra não é recomendada. Em relação ao queijo minas frescal, se houver viscosidade no produto, ainda que no prazo de validade, o consumidor não deve comprá-lo.

É importante ressaltar que o prazo de validade é referente à conservação do produto fechado. Assim que é aberto, a durabilidade cai para 3 dias na geladeira. Em caso de congelamento, o queijo deve ser condicionado em embalagens hermeticamente fechadas. Queijo minas frescal e ricota não devem ser congelados, pois perdem o sabor e a consistência. Já o recongelamento não é apropriado para nenhum tipo de queijo.

Queijos tipo prato, muçarela e minas frescal

A temperatura ideal para conservação do queijo tipo prato deve ser menor que 12°C. Lembre-se de que o prazo de validade é determinado pelo fabricante conforme a qualidade do produto e o armazenamento. Em geral, a validade desse queijo pode se estender para 210 dias. Mas quando a embalagem é aberta, o prazo é significativamente reduzido.

A temperatura ideal para conservação do queijo tipo muçarela deve ser menor que 12°C. No caso de teor de umidade entre 50% e 60%, a temperatura não poderá ultrapassar 8°C. Em geral, a durabilidade média do queijo muçarela (embalagem fechada) é de 90 dias. Mas conforme a qualidade do leite e o processo de fabricação, a validade pode se estender para 120 dias.

A temperatura média para conservação do queijo tipo minas frescal deve ser 8°C. Entretanto, para aumentar a durabilidade, são recomendadas temperaturas entre 2 a 4°C (embalagem fechada). Como esse queijo é altamente perecível, a durabilidade é bem menor – cerca de 10 a 20 dias. Após aberta a embalagem a validade cai para 3 dias.

Fontes: Canal Rural e Wikipédia.

Deixe Um Comentário

Marque a caixa abaixo para validar seu comentário