Milho e soja substituem cana no nordeste do país

Milho e soja substituem cana no nordeste do país. Em 2014, foram produzidas 30 mil toneladas de milho - mas, em 2015, a produção dobrou.

Em Alagoas, a cana passou a dividir espaço com outras culturas, como o milho e a soja

Milho e soja substituem cana no Nordeste do país

Há muito tempo, no nordeste do país, a cana-de-açúcar ocupava uma área de mais de 300 mil hectares no agreste e no litoral alagoano. Mas com a crise na produção de álcool e açúcar - setor sucroalcooleiro, 5 das 24 usinas da região tiveram de encerrar suas atividades por falta de investimentos - o que tem reduzido a área de cultivo de cana e dado espaço a novas culturas, principalmente grãos.

Mais especificamente em Alagoas, a cana passou a dividir espaço com outras culturas, como o milho e a soja. Inclusive a exportação dos grãos tem aumentado graças à grande demanda no mercado externo. Em Redenção do Pará, o agricultor Everaldo Tenório, apostou na soja e toda a sua produção - 120 toneladas, foi exportada para a Rússia. De fato, uma excelente alternativa que o produtor de cana encontrou para enfrentar a crise.

Não somente Everaldo acreditou no potencial dos grãos, mas muitos outros agricultores da região. Em 2014, foram produzidas 30 mil toneladas de milho - mas, em 2015, a produção dobrou. "O milho é uma das culturas mais importantes no Brasil, sendo cultivada em grandes e pequenas propriedades, onde assume importante papel social de manutenção de milhares de famílias", afirma Glauco Vieira Miranda, professor do Curso a Distância CPT Produção de Milho em Pequenas Propriedades, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online.

Em cajueiro, na Zona da Mata alagoana, o avicultor e suinocultor Antônio Brandão substituiu a cana pelo milho. Ele resolveu investir no plantio de grãos pois pagava muito caro por ração e frete de outros estados. Com isso, ele reduziu os custos com a criação de suínos e aves, pois não precisa mais comprar insumos de fora para a produção da ração.

Recentemente, uma comissão técnica - ligada à Secretaria de Agricultura do Alagoas, mapeou a área com aptidão para produção de grãos - milho e soja. Segundo os dados coletados, cerca de 100 mil hectares ocupados pela cana-de-açúcar podem ser substituídos por outros tipos de cultura.

Fonte: Globo Rural.

Andréa Oliveira 10-10-2016 Agroindústrias

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.