Pecuarista investe em melhorias para tornar a produção de leite orgânica

Pecuarista investe em melhorias para tornar a produção de leite orgânica. A produção de leite orgânico é uma alternativa de negócio amplamente viável, tanto em termos tecnológicos como mercadológicos.

A produção de leite orgânica é embasada na criação de vacas em pastos livres de agroquímicos

Produtor de leite investe em melhorias para tornar a produção orgânica

“A produção de leite orgânica é uma alternativa de negócio amplamente viável, tanto em termos tecnológicos como mercadológicos. Por tais motivos, o pecuarista leiteiro convencional tem investido em melhorias para tornar a sua produção orgânica”, afirma Luana Barros, professora do Curso a Distância CPT Produção de Leite Orgânico em Livro+DVD e Online. Mas é essencial planejamento, além de treinamento especializado para alcançar sucesso.

É importante destacar que o sistema de produção de leite orgânico é embasado na criação de vacas em pastos livres de agroquímicos. Segundo instrução normativa regulamentadora da produção orgânica de leite, o manejo alimentar das vacas deve ser complementado com ração orgânica - 85% do total da alimentação (no mínimo). Os transgênicos também não são permitidos nesse sistema de produção.

Nas propriedades produtoras de leite orgânico, o rebanho leiteiro recebe tratamento à base de florais. Embora tenham de receber vacinas exigidas por lei, as vacas são tratadas com homeopatia e fitoterapia. O uso de antibióticos, vermífugos e hormônios é totalmente descartado. Mas se não houver outro meio e a vaca tiver de receber antibiótico ou outra medicação, ela deverá ser tirada da produção até que não haja mais indícios do medicamento em seu organismo.

O pecuarista leiteiro que pretende investir na produção de leite orgânico deve proceder a uma série de medidas, sujeitas a inúmeras restrições. Em geral, o processo de transição para o novo sistema demanda cerca de dois anos. Nesse período, é fundamental um bom planejamento financeiro, pois os insumos da criação de vacas orgânicas são até 40% mais caros quando comparados aos convencionais.

“Em compensação, a produção orgânica apresenta maior sustentabilidade e rentabilidade, além de ser ambientalmente correta”, afirma André Novo, chefe de transferência de tecnologia da Embrapa Pecuária Sudeste. “Embora o leite orgânico seja até 50% mais caro que o leite comum, o consumidor não se importa em pagar pelo diferencial do produto:  mais saudável e com maior qualidade”, completa João Paulo Guimarães Soares, zootecnista e pesquisador da Embrapa Cerrados.

Portanto, produzir leite orgânico é economicamente viável ao produtor, pois apresenta alto valor comercial. De acordo com publicação na revista científica britânica “Journal of the Science of Food and Agriculture”, o produto proporciona inúmeros benefícios ao consumidor. Ele apresenta ômega 3 e proteínas essenciais à boa saúde do indivíduo. E como as vacas orgânicas são criadas a pasto, a gordura contida nesse leite é de excelente qualidade.

Fonte: folha.uol.com.br

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Produção Orgânica de Leite.

Andréa Oliveira 23-04-2018 Laticínios

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.